fbpx

Entenda o poder da psicologia das cores no seu negócio

Vamos pensar o ambiente do seu comércio tendo a psicologia das cores como estratégia de design comercial?

Quando falamos sobre espaço comercial e cor, há uma regra que deve prevalecer: a bom senso. Quem nunca entrou em um espaço comercial onde a cor não harmonizava com o ambiente e criava mais ruído do que atração?

A cor tem o poder de dar personalidade ao espaço de compras, tanto para um ambiente mais popular quanto para um espaço mais fino. Existe uma paleta cromática para cada tipo de negócio e perfil de compradores, isso certamente influencia na decisão de entrar ou não em determinado estabelecimento comercial.

A psicologia das cores no design comercial é fundamental para o sucesso de uma marca.

Ter as cores a seu favor, influencia positivamente no consumidor, que pode rejeitar um espaço de compras sem mesmo conhecer.

Você já passou em frente a um estabelecimento e sentiu repulsa? Ou então nunca entrou em certa loja, pois o aspecto visual não convence de que os produtos daquele ponto de venda são confiáveis ou que não se identifique com algo? Isso acontece por conta da psicologia das cores. O mesmo ocorre quando você frequenta determinadas lojas, se sente bem e fica mais tempo que o necessário, aumentando o ticket médio.

Nesse espaço de compras, o fundo nas estantes se destacam da parede na cor gelo e criam um ambiente de destaque para os produtos. (KAETÊ)

A relação entre a psicologia das cores e o tamanho do local

A cor também define o tamanho do local, portanto, se o seu local é pequeno, nunca o pinte com cores fortes, isso diminuirá ainda mais a percepção de espaço. Vale lembrar que se a iluminação for caprichada, passa a sensação de um lugar maior.

Sendo assim, o a psicologia das cores obedece a critério que julgamos ser básico: colaborar com o equilíbrio entre as cores dos produtos em exposição e o ambiente, nunca devem entrar em conflito com as cores de fundo, para que o cliente não precise tomar decisões rapidamente por conta da confusão mental. Afinal, estamos trabalhando para que a mercadoria esteja em destaque.

Cuidado com texturas, faixas, cores ácidas e papel de parede. Lembre-se que no espaço comercial tudo é informação. O que não faltam são empresas oferecendo produtos e muitas vezes o mesmo produto que você. Por isso, vamos tornar a sua loja em um ambiente incrível, propício para o aumento das vendas.

Cores não são escolhidas por acaso, como disse anteriormente, cores são informações, precisam e comunicam algo. Pense sempre na paleta cromática que a sua marca deve acompanhar, cores que possuam sinergia com o negócio.

 

Abaixo, listamos o que cada cor representa, segundo a psicologia das cores, confira:

Vermelho: cria senso de urgência e é muito utilizada para atrair compras por impulso e anunciar liquidações. Também é frequente em restaurantes, pois tons terrosos favorecem o apetite, transmite a sensação de algo rústico e acolhedor.

Amarelo: está associado à atenção. Bastante vista em vitrines para prender a atenção. É um bom complemento para o vermelho, por estar ligado a sentimentos como alegria e bem-estar. O azul também forma o que chamamos de cor complementar, as duas juntas criam um forte impacto visual.

Laranja: outra cor usada para chamar atenção, é tida como uma das preferidas dos compradores compulsivos. A mais luminosa do espectro de cores. Emana sensações de alegria e confiança, por isso é utilizada para deixar a marca mais amigável.

Azul: como lembra a água e o céu, transmite sentimentos de paz e segurança. É utilizada para estimular a produtividade e promover confiança na marca. Seus vários tons podem fazer do espaço um lugar mais calmo, em uma avenida agitada, por exemplo.

Verde: cor da natureza, usada em lojas para passar aos clientes um ar de tranquilidade. Também é considerada a cor da saúde. Os tons mais escuros conferem sobriedade ao ponto comercial.

Roxo: é a cor da realeza e da sabedoria. Daí o motivo de muitas marcas relacioná-la com produtos de beleza. Também ajuda a despertar a criatividade e a imaginação. A combinação com tons contrastantes como o amarelo e laranja conferem impacto visual. Quando associado aos tons de magenta, transmitem modernidade.

Cores neutras como Areia, Palha, Bege e Cinza são ótimas opções complementares. No caso do Preto, pode ser considerado o ator principal ou um complemento para reforçar a identidade do local.

O fundo preto nesta loja faz com que o ponto focal seja os produtos e não a arquitetura do local. (BAMAQ)

Procure um especialista

Caso ainda tenha dúvidas sobre a psicologia das cores e como usá-las para criar um ambiente assertivo nas vendas, procure um profissional especializado em projetos comerciais. Nós podemos te ajudar a conectar as cores com seus consumidores!

No próximo artigo, falaremos sobre ponto de exposição de produtos. Abordaremos o que fazer ou não no seu negócio. Além disso, vamos te apresentar um teste muito fácil para aplicar em seu estabelecimento, que te dará um diagnóstico sobre esse item tão importante e que pode ser trabalhado para facilitar as suas vendas.

Marcelo Silvani

Quando escolhi o Design como profissão adentrei ao mundo da reengenharia, fenômeno de gestão dos anos 90. Em 2000 foi o início do Design de Serviços, fato este que os profissionais do Design vivem em plenitude. Reengenharia nas empresas poderia ser usada em três situações: - a primeira é quando a empresa está passando por graves problemas, e não tem outra alternativa se não começar de novo; - a segunda é quando a empresa ainda não se encontra em dificuldades, mas é possível prever futuros problemas e evitar passar por obstáculos; - e a terceira situação é quando a empresa tem um ótimo desempenho, e mesmo sem previsões de problemas futuros, opta por passar pelo processo de reengenharia para ganhar mais vantagem competitiva em relação aos concorrentes, e aumentar ainda mais seu desempenho, com a ideia de que ao refazer algo que já é bom, é possível alcançar algo ainda melhor! E é neste sentido que acredito: antever o futuro é hoje a condição de sobrevivência no mundo empresarial competitivo. Pensar em estratégia é pensar o futuro!

Leave a Reply

Your email address will not be published.